Orquestra Petrobras Sinfônica e Monobloco se reúnem em Baile Sinfônico 

Encontro será no dia 17 de fevereiro na Fundição Progresso

A Fundição Progresso vai receber o Baile Sinfônico, um encontro que promete ser memorável, entre a Orquestra Petrobras Sinfônica e o Monobloco, marcado para o dia 17 de fevereiro, sábado. A fusão de estilos terá também com as apresentações da DJ Nicole Nandes e do Bloco 442, que encerra a noite com um espetáculo de muita brasilidade.

A proposta do Baile Sinfônico se baseia numa convergência de diferentes gêneros musicais, trazendo samba, marchinhas, forró e música clássica para um mesmo espaço. Sob a regência do maestro Felipe Prazeres, este “showcerto” promete fazer o público dançar com um repertório pontuado pela diversidade de estilos.

Este não é o primeiro encontro entre a música de concerto e a folia. Em 2014 e 2015, a Orquestra esteve com o Monobloco em festas que ficaram na memória do público. Nas ocasiões, centenas de foliões celebraram a riqueza sonora brasileira. Agora, será possível matar a saudade e finalmente ‘botar o bloco na rua’.

Verão na Fundição: A Casa de Todas as Tribos e Ritmos apresenta a temporada mais quente do ano entre dezembro e março, com shows de Nando Reis, Luedji Luna, Rico Dalasam, Zudizilla, Djonga, Buchecha, Deize Tigrona, Carrossel de Emoções, DJ Tubarão, DJ Goranmo, Samba Independente dos Bons Costumes, Samba de Caboclo, ensaios abertos do Monobloco e Céu na Terra, desfile do Carioca da Gema, Baile Sinfônico com Monobloco e Orquestra Petrobras Sinfônica e muito mais, além de toda a programação especial dos grupos do Centro Cultural Fundição Progresso.

Serviço:
Evento: Baile Sinfônico Petrobrás Sinfônica e Monobloco + Bloco 422

DJ Nicole Nandes
Data: 17 de fevereiro de 2024, sábado
Local: Fundição Progresso (Rua dos Arcos, 24 – Lapa - Rio de Janeiro)
Abertura da casa: 20h30

Classificação etária: 18 anos. Menores entram acompanhados de pais ou responsável legal.

Ingresso solidário: 50% de desconto sobre o valor da inteira em todos os setores para os clientes que levarem 1kg de alimento (exceto sal e açúcar) no acesso ao evento.

 

Sobre a Fundição Progresso: A Fundição Progresso é um dos principais palcos musicais do Rio de Janeiro, que recebe os shows mais incríveis do Brasil! A Fundição também é Centro Cultural e uma grande escola de artes e cultura que incentiva cada vez mais a pesquisa, o estudo das expressões artísticas e realiza projetos socioculturais e de impulso para a indústria do showbiz.

 

Sobre a Orquestra Petrobras Sinfônica: Aos 49 anos, a Orquestra Petrobras Sinfônica se consolida como uma das mais conceituadas do país e ocupa um lugar de prestígio entre os maiores organismos sinfônicos do continente. Criada pelo maestro Armando Prazeres, a orquestra se firmou como um ente cultural que expressa a pluralidade da música brasileira e transita fluentemente por distintos estilos e linguagens. Tem como diretor artístico e maestro titular Isaac Karabtchevsky, o mais respeitado regente brasileiro e um nome consagrado no panorama internacional. 

 

Sobre a Petrobras: Patrocinadora oficial da Orquestra Petrobras Sinfônica há 37 anos, a Petrobras oferece uma parceria essencial para mantê-la entre os principais organismos sinfônicos do continente, sempre desenvolvendo um importante trabalho de acesso à música clássica, de formação de jovens talentos egressos de projetos sociais diversos, bem como de formação de plateia. Ao incentivar diversos projetos, a Petrobras coloca em prática a crença de que a cultura é uma importante energia que transforma a sociedade. Por meio do Programa Petrobras Cultural, apoia a cultura brasileira como força transformadora e impulsionadora deste desenvolvimento, nas áreas de artes cênicas, música, audiovisual e múltiplas expressões. 

 

Sobre o Monobloco: O Monobloco transcende sua identidade como simples bloco de carnaval de rua, consolidando-se como um movimento musical colaborativo brasileiro. Originado em 2000 com o propósito de reviver os blocos de rua, o Monobloco iniciou-se modestamente com oficinas de batucada no Rio de Janeiro. Após seu desfile inaugural, oficializou-se como bloco de carnaval e, ao longo de mais de duas décadas, adaptou-se ao crescente número de foliões, alterando itinerários e atraindo multidões. Além de ser uma expressão festiva, o Monobloco destaca-se por formar percussionistas em oficinas permanentes nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, conferindo uma dimensão perene ao sentimento carnavalesco. Com suas baterias tornando-se referência no carnaval de rua, o grupo, agora com 24 anos, transforma o individual em coletivo através da música.